Porque doar sangue?

A doação de sangue é um ato voluntário e altruísta de extrema importância, pois o sangue humano não pode ser fabricado artificialmente. Sendo assim, a única forma de salvar a vida de pacientes que precisam de transfusão sanguínea é a através deste gesto de amor e solidariedade.

Saiba tudo sobre o sangue e o processo de doação. Você vai ver que é simples, rápido e seguro doar sangue.

Em muitos casos, a transfusão de sangue é a única esperança de vida para nossos pacientes. Há muitos pacientes esperando por uma doação. Seja um doador de sangue!

Com um ato de solidariedade, você pode salvar até 4 vidas.

A doação é um procedimento totalmente seguro. O volume coletado é de aproximadamente 450 ml (padrão internacional), o que representa uma fração muito pequena do total de sangue de um adulto.

 

É pouco para você e muito para quem precisa!

  • O volume doado é reposto naturalmente pelo organismo em 24h após a doação.
  • O doador não se expõe a nenhum risco de contaminação, pois todo o material utilizado é estéril e descartável.
  • A doação de sangue não engorda e nem emagrece, não afina e nem engrossa o sangue.
  • Não é necessário jejum, porém após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos pede-se um intervalo de 3 horas para iniciar a doação.
  • Não exige mais doações, ou seja, quem doa uma vez, não precisa obrigatoriamente doar novamente.

DOAR SANGUE É UM ATO HUMANITÁRIO QUE ENOBRECE E TRANSFORMA VIDAS. SEJA UM HERÓI DA VIDA REAL, DOE SANGUE E SALVE VIDAS.

 

Razões para doar sangue

O seu sangue é fundamental para ajudar no tratamento de inúmeros casos. Veja como estará ajudando ao doar sangue.

 

  • Vítimas de acidentes de trânsito e queimaduras;
  • Pacientes com câncer;
  • Pacientes hemofílicos, que significa uma desordem no mecanismo de coagulação do sangue;
  • Pacientes que serão submetidos à cirurgias de médio e grande porte como por exemplo cirurgias cardíacas;
  • 1 a cada 10 pacientes hospitalizados necessitam de transfusão sanguínea;
  • Um bebê prematuro necessita 1 a 4 unidades de concentrado de hemácias durante o período de internação;
  • As bolsas de sangue coletadas anualmente no país – ao todo são 3,5 milhões – são insuficientes para atender à demanda. O ideal, segundo o Ministério da Saúde, é alcançar 5,7 milhões de bolsas a cada ano;

Gerenciar cookies

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia nossa política de privacidade.